Tag Archives: Smartphone

14 jul 2017

Os 5 principais pontos para criar uma campanha de mobile e-mail marketing de sucesso

O vertiginoso crescimento nas vendas de smartphones e a falta de tempo dos executivos para estar presentes full time nos escritórios fizeram com que o acesso a e-mails via dispositivos móveis crescesse de forma significativa. Por conta disso, a preocupação em criar campanhas que se encaixem neste formato deve ser levada em consideração.

Para que uma campanha de mobile e-mail marketing obtenha a assertividade desejada, alguns pontos importantes devem ser levados em consideração:

Remetente e Título: são dois itens primordiais, que podem levar ou não um e-mail a ser aberto no smartphone. Para aumentar a taxa de mensagens lidas e gerar credibilidade, é interessante não usar o e-mail geral da empresa, e sim criar um e-mail só para o envio das campanhas. Ao se tratar de títulos, uma boa estratégia é utilizar no máximo 15 caracteres, garantindo que o cabeçalho seja lido no telefone. Caso não exista possibilidade de diminuí-lo, utilize logo no início palavras-chave que possam indicar sobre o que o e-mail trata.

Tamanho e Formato: o ideal é que as mensagens sejam enviadas no formato de texto, para que possam ser lidas em qualquer telefone. Uma boa dica para acertar na campanha é avaliar quais tipos de telefones mais acessam os e-mails marketing, através da estratégia de tráfego. O tamanho das letras também influencia na leitura, portanto é importante pensar que o material será lido em diversos smartphones diferentes e optar por um tamanho que mantenha a leitura em qualquer aparelho.

Imagens: assim como as letras, o uso da imagem deve ser pensado para ser dimensionado em qualquer aparelho, por isso é importante que ela seja redimensionável e adequada a todos os dispositivos, sem ficar com a aparência desfigurada.

Conteúdo: o smartphone costuma receber as mensagens automaticamente, tornando difícil prever onde o usuário vai estar em determinado momento. Por isso, é importante atentar para o horário de envio e, é claro, para a relevância do conteúdo a ser enviado ao leitor. É importante também produzir mensagens curtas, pois os usuários não costumam fazer scroll nos telefones.

Layout: Para garantir que a mensagem seja aberta, é imprescindível atentar para a largura, que não deve ultrapassar 600 pixels. Se o formato for muito grande ou possuir itens pesados, é bem provável que a taxa de leitura caia bastante.

05 abr 2017

Por que investir em um aplicativo para o meu negócio?

Você acha que aplicativos são apenas para as grandes marcas como NetShoes, Americanas e Magazine Luiza? Está completamente enganado!

As pequenas e médias empresas estão investindo cada vez mais em um aplicativo, sendo uma estratégia mais eficaz do que apenas um site responsivo.

Além do mais, por onde quer que você olhe verá que as pessoas estão com um smartphone em mãos. Esses motivos são suficientes para você pensar em criar um aplicativo, não é? Bom, eles estão sendo desenvolvidos para trazer mais comodidade para os usuários, ajudando a controlar as finanças, auxiliando o controle de doenças e diversas funções.

Aproximadamente, 44% das compras realizadas pela internet são feitas por meio de um aplicativo. A tecnologia permite que você esteja conectado 24 horas por dia, de qualquer lugar, e claro, comprando! Quer visibilidade e interação com seu negócio?

Veja 5 razões para investir na criação de um app para a sua empresa!

1 – Fidelize clientes

Quer forma melhor de estar próximo do seu cliente do que com um aplicativo de celular? Sempre que ele precisar de algo oferecido por você, onde ele irá buscar? Claro, no app! As suas compras irão aumentar e seu negócio investirá menos na retenção de sua cartela de clientes, tendo mais oportunidade para buscar novos.

2 – Sugestões

Como saber o que os seus clientes pensam sobre o seu serviço ou produto? Por meio de um aplicativo, você terá mais facilmente essa resposta. Com essa ferramenta, dá para saber sugestões, reclamações, ajuda para a sua melhorar suas políticas e ainda previne possíveis perdas de clientes. Viu, como é bem simples?

3 – Notificações

Vai fazer uma promoção? Quer uma maneira mais fácil do que receber uma notificação no próprio celular? Isso pode ser super atrativo para o seu negócio, que manda o aviso para muitas pessoas, além de ser verdadeiramente interessante para o próprio cliente. Porém, saiba utilizar esse recurso, com promoções verdadeiras e sem mandar uma notificação todos os dias.

Se você deseja lançar um novo produto, o aplicativo é a solução perfeita para isso! É bem mais fácil de avisá-los sobre qualquer novidade, aumentando o seu número de vendas. Uma boa estratégia pode ser um pré-lançamento, onde você consegue criar a curiosidade e o desejo pela mercadoria ou serviço antes mesmo do seu lançamento.

4 – Proximidade

Você estará com o seu cliente em qualquer lugar em que ele esteja. Esse é uma grande vantagem para o mercado atual. Com um aplicativo, você ficará mais próximo do seu cliente!

5 – Praticidade

O aplicativo ajuda na relação comercial da sua empresa, pois ele encurta caminhos e agiliza os processos de compra e venda na internet. Por exemplo, os apps de restaurantes, pizzarias e lanchonetes, aumentaram as vendas por meio dessa ferramenta, pois permite menos chance de equívocos e erros.

Conseguimos te convencer a investir no aplicativo para o seu negócio? Quer saber quanto custa um aplicativo? Acesse aqui nossa calculadora, é grátis e rápido!

Saiba mais sobre os nossos serviços na nossa página do Facebook > www.facebook.com/aplicativosmarketing

 
13 fev 2017

Por onde começar: Site ou App?

Quando seu consumidor procura sua marca no mobile, ele precisa encontrá-la. E quando encontrar, ele precisa ter uma boa experiência.

Se sua presença não estiver otimizada para o mobile, há grandes chances de que ele procure o seu concorrente.

Não dá pra pegar seu site desktop, jogar no mobile e achar que a experiência vai ser boa.

Vamos entender um pouco mais sobre o potencial de cada um deles, para encontrar a solução certa para cada empresa ou marca:

WEBSITE MOBILE:

Para a grande maioria das empresas, o primeiro passo é ter um excelente site mobile, que atenda às necessidades da maioria dos seus consumidores.

Por ser universal e abrangente, o site mobile vai ser o primeiro ponto de contato com seus novos consumidores. Todas as plataformas suportam links: mobile, desktop, apps e até Smart TVs. De todo o uso de navegadores no planeta, 29% já é no mobile.

Aproveite o fato de que todo celular já vem com um navegador – sem precisar de download. Se uma mesma tarefa pode ser feita no site mobile ou em um app, faça no site mobile. Ninguém vai baixar um app só pra descobrir, por exemplo, onde fica a agência bancária mais próxima.

Garanta que seu site tenha as informações e funcionalidades que seu público procura. Aliás, fique de olho em como os usuários estão se comportando no seu site para melhorar cada vez mais a experiência deles.

Uma coisa é certa: quando seu consumidor procura sua marca no mobile, ele precisa encontrá-la.

Portanto, não deixe de otimizar seu site. Aliás, existe um bom motivo para isso. Para garantir que os usuários tenham experiências cada vez melhores em mobile, a busca do Google vai priorizar em seus resultados os sites que são “mobile-friendly”, otimizados para uma experiência melhor em celulares e tablets.

WEBSITE + APP

Se sua empresa já fez um bom trabalho com o site mobile, ela pode criar um App para seus consumidores fiéis e para gerar uma experiência mais rica.

Os apps têm o potencial de trazer funcionalidades tecnológicas que aproveitam todo o potencial dos smartphones e seus sensores, agregando funcionalidades como uso offline e acesso a recursos como câmera, lanterna, acelerômetro, notificações e muito mais. O que não quer dizer que seu site não possa trazer experiências inovadoras, como o Google Racer.

Identifique quais funcionalidades exclusivas de app podem complementar a experiência do seu consumidor ou recompensar seus consumidores recorrentes.

O público dos apps é menor: apps são usados por aproximadamente 7% dos seus consumidores, mas são os consumidores mais fiéis, que compram com frequência.

Vale lembrar que apps podem requerer mais investimento, que 95% dos apps são abandonados em 30 dias e 1 em cada 4 apps é usado apenas uma vez. Então crie a melhor experiência possível e seja relevante para o seu consumidor.

APP

Existem alguns casos em que o primeiro passo é fazer um app. Isso é mais comum para start-ups e empresas “app-cêntricas” – aquelas que têm o app como parte essencial do seu modelo de negócio.

A intenção de uso do seu produto é algo com uma frequência muito alta? As necessidades de funcionalidades vão além do que pode ser feito num navegador?

Seu produto é um game, mídia, rede social ou algo para as pessoas se entreterem?

Se sua resposta é sim para qualquer uma dessas perguntas, então é muito provável que você tenha que desenvolver um app.

Em resumo:

– Comece criando um bom site mobile.

– Otimize seu site para garantir uma boa experiência do usuário e melhores resultados de busca no mobile.

– Construa um app para seus consumidores mais frequentes e uma experiência mais rica.

Fonte: Thinkwith Google
25 jan 2017

Aplicativos móveis: quais são as oportunidades para o meu negócio?

Você já notou que o uso da tecnologia mobile nos últimos anos deixou as relações humanas mais dinâmicas?

Neste cenário digital, o que seria dos smartphones sem os aplicativos (apps)? Por onde quer que você olhe notará as pessoas cabisbaixas interagindo com os seus celulares por longos períodos.

Pois é, os números comprovam esse crescimento da era digital! Atualmente, 91% dos brasileiros nos centros urbanos possuem um dispositivo móvel (We Are Social 2016) e o uso de apps em 2015 aumentou 58% em relação a 2014 (Flurry, 2015). Por que será que esse mercado cresceu tanto? A facilidade de obter informações e a possibilidade de encontrar maneiras mais rápidas foram fatores essenciais para que as pessoas aderissem a esse mercado.

Então, uma dúvida paira sobre a sua cabeça: será que eu devo investir em um aplicativo mobile para o meu negócio? Já te adiantamos que se você não está conectado, com certeza está perdendo muito dinheiro.

Os aplicativos permitem uma maior interação, prestação de serviço e coleta de informações relevantes sobre hábitos e preferências. E será que eu preparado para as grandes transformações desse mercado?

No início, vai ser um pouco complicado. Você terá que fazer diversas tentativas para chegar aos resultados.

Existem empresas utilizam os aplicativos para aumentar o seu número de vendas ou ficar mais próximo do seu público, alguns até fazem parcerias com outras organizações ou programas existentes. Dessa forma, eles conseguem ajudar as marcas a entregarem algum serviço para o seu cliente sem a participação de algo mais técnico e operacional gerando valor para ambas as partes.

Quer um exemplo? O aplicativo de anotações Evernote juntamente com a 3M apresentaram uma função chamada ‘Câmera Post-it’, onde o usuário pode fotografar as notas do Post-it sem precisar transcrever a mensagem, sendo organizados por cores com temas diferentes. A pessoa pode colocar os horários e a data de expiração para não ter esquecimento. Assim, o Post-it ficou mais moderno e a sua marca (3M) conseguiu associar o seu nome a um aplicativo (Evernote), além de trazer algo diferente para os usuários.

Já pensou em associar a sua marca a algum serviço?

Essa é uma ótima forma de você agregar valor para o seu negócio e divulgar os seus serviços!

De acordo com o levantamento State of the Mobile Advertising (SMA), a publicidade móvel cresceu 400% entre os anos de 2012 e 2013, e deverá aumentar mais de 300% nos próximos anos do mundo, atingindo U$ 40 bilhões até 2018, segundo um relatório da empresa de pesquisas Juniper Research.

Se você quer ir além da publicidade e oferecer um aplicativo que represente a sua marca, é preciso desenvolver algo que leve para os seus clientes valores e sensações que desejam transmitir. Veja o exemplo da Coca-Cola: o seu aplicativo “Coke Drink” superou dois milhões de downloads no mundo em 2012.

O programa permitia que as pessoas simulassem a experiência de beber Coca-Cola. Ao abrir o aplicativo, a mensagem “Open Happiness” surgia na tela e após isso criava um efeito para que a tela do aparelho se assemelhasse a um recipiente do refrigerante.

Nós também listamos alguns motivos para mostrar que investir em aplicativos para a sua marca é uma ótima ideia!

1 – Crescente mercado consumidor brasileiro

Sabia que o Brasil é o 5º maior mercado mobile do mundo? De acordo com a Anatel, o crescimento do tráfego de dados móveis até 2018 deverá ser 11 vezes o atual, com um aumento de mais de 60% ao ano.

2 – As pessoas estão cada vez mais conectados

A Conecta Brazil mostrou que os grandes responsáveis pelo maior uso dos dispostivos móveis são os aplicativos de redes sociais (WhatsApp com 93%, o Facebook com 79% e o YouTube com 60% e o Instagram com 37% dos acessos).

3 – Fidelização de clientes

Os clientes que tiverem o seu aplicativo terão uma facilidade de acesso quando precisar dos seus serviços. Você vai ganhar a oportunidade de enriquecer as relações e, claro, fidelizar clientes!

Os aplicativos também permitem aumentar o engajamento entre a sua empresa e seus clientes, além de manter a sua marca no celular do usuário. Viu como é interessante?

Se você quer saber mais sobre as vantagens dos aplicativos para  sua marca, entre em contato com a gente! Até mais!