Tag Archives: Copa 2018

09 jul 2018

Geolocalização: visitas a estabelecimentos durante os jogos do Brasil na Copa 2018

Foi comum nos bate-papos com empreendedores, ouvirmos sobre a queda do faturamento nos dias de jogos do Brasil na Copa, mas será que realmente os empreendedores estão atentos a estes eventos, ou simplesmente amargam os prejuízos quando os mesmos acontecem?

Nessa época de jogos da Copa, é comum observar, por exemplo, bares e restaurantes decorados e repletos de torcedores dispostos a desembolsar mais do que estão acostumados. Mas será que o movimento de estabelecimentos como os citados acima realmente aumenta em dias de jogos do Brasil? Ou será que eles chamam nossa atenção apenas por estarem no clima da competição? Você já observou que muitas pessoas preferiram assistir aos jogos do Brasil de casa?

Veja o que é possível medir utilizando os recursos de “geolocalização”

A geolocalização é um conceito relativamente novo que tem proliferado aproximadamente há dois anos. Refere-se ao conhecimento da própria localização geográfica de modo automático por exemplo através do seu smartphone. Essa geolocalização geralmente funciona através de conexão sem fio e coordenadas de um GPS.  A maioria dos smartphones utilizam o GPS integrado para enviar as informações de localização. No caso de notebooks e desktops podem funcionar com a identificação do seu IP, que é capaz de informar o país, a cidade e o horário atual de onde você está.

Comparativos

Em todos os casos, foi comparado o fluxo de visitantes únicos de um dia específico com a média do mesmo dia nas seis semanas anteriores. As pesquisas foram realizadas pela In loco media.

Jogo Brasil vs Suíça – domingo, 17 de junho as 15 horas

Visto que o jogo do Brasil aconteceu num domingo, foi levantada a hipótese de que houve queda no fluxo nos shoppings considerando que as pessoas assistiriam ao jogo em casa. Neste caso foi comparado o fluxo do dia 17 com a média do fluxo de visitantes únicos nos shoppings nos seis domingos anteriores ao jogo a fim de verificar se houve variação significativa. Foi observado uma queda de 25% no fluxo de visitantes únicos no dia do jogo em comparação com a média dos últimos 6 domingos. Lojas de departamento, em geral, também tiveram uma redução no fluxo em 22% no dia do jogo em relação à média dos domingos anteriores.

Jogo Brasil vs Costa Rica – sexta, 22 de junho as 09 horas

Pelo horário da partida, esperávamos que as pessoas assistiriam ao jogo em casa e depois seguiriam para os compromissos do dia. Tal comportamento foi confirmado em todos os estabelecimentos da base de dados acompanhadas.

Jogo Brasil vs Sérvia – quarta, 27 de junho as 15 horas

Esperávamos que muitas pessoas iriam assistir ao jogo em bares e restaurantes após o término/interrupção da jornada de trabalho. Entretanto, foi identificado o oposto: Aproximadamente todos os estabelecimentos tiveram queda no fluxo de visitantes únicos. Tal comportamento sugere que, mesmo com o horário do jogo favorável, as pessoas não foram a bares ou espaços semelhantes. Foi constatado ainda que os escritórios de empresas tiveram uma diminuição de aproximadamente 30%. Lojas de departamento e shoppings tiveram uma queda semelhante a 39%.

Então, você sabe como é possível medir estes números?

Através das bases de aplicativos públicos e privados que estão disponíveis nos mais diversos segmentos utilizados pela maioria dos consumidores. E você? Ainda vai esperar a transformação digital atropelar o seu negócio ou vai se engajar nela?
20 jun 2018

Com tecnologia inovadora, a Copa apresenta mais que um campeonato de futebol

A Copa do Mundo FIFA 2018, já começou. O evento é o mais aguardado para os fãs do futebol. Para os admiradores da TI, a tecnologia utilizada no evento chama mais atenção do que a escalação do Tite.

A busca por inovação iniciou na Copa de 1954, quando foi realizada a primeira transmissão ao vivo de uma partida. Os brasileiros só conseguiram assistir pela televisão em 1962, na Copa do Mundo no Chile. E, naquela época, nem era ao vivo. As fitas com as imagens dos jogos tinham que vir ao Brasil de avião. Os jogos eram transmitidos com até dois dias de atraso. Muita coisa mudou, e a Copa do Mundo se tornou o evento esportivo mais assistido do mundo. Com isso, a cada edição novidades tecnológicas são apresentadas ao público.

Tecnologias dentro do campo

Bola interativa: A bola oficial da Copa, a Adidas Telstar 2018, ao aproximar de um smartphone, transmite conteúdos ao aparelho, como informações sobre a composição da bola e desafios interativos. O dispositivo se comunica via NFC, Near Field Communication, ou comunicação por campo de aproximação. Relógio Inteligente: Com o nome de Big Bang Referee, é um relógio utilizado pelos árbitros do campeonato, ele vibra quando um gol é marcado. As traves e as bolas possuem um chip de localização. Quando a bola ultrapassa a linha do gol, chip envia um sinal para o relógio. O aparelho tem uma versão para usuários comuns também, não informa sobre o gol, mas notifica sobre resultados e horários das partidas. Árbitro assistente de vídeo: O sistema VAR (videoassistant referee ou árbitro assistente de vídeo) é composto por um conjunto de câmeras que transmitem as imagens para um assistenterever as jogadas. O VAR pode ser usado em casos de dúvida de gol, pênaltis, cartões vermelhos e quando um juiz penaliza o jogador erroneamente. Os assistentes de vídeo reproduzem as imagens em seus monitores e transmitem suas conclusões ao juiz. O árbitro pode ver as imagens em um tablet na lateral do campo.

Fora do gramado

As empresas já perceberam que a internet é uma aliada. Com milhares de pessoas interessadas em assistir, mas sem tempo de parar na frente de uma TV, o Grupo Globo ensinou seus telespectadores a acompanharem os jogos da Copa do Mundo ao vivo na internet, através de seus canais oficiais. No celular e tablet, o usuário precisa apenas logar em um dos aplicativos Globoplay ou Globosat Play. O Globoplay exibe as partidas ao vivo de forma gratuita. A transmissão é para todo território nacional.

Oportunidade de venda em jogo

Com tantas inovações, os benefícios também são para as empresas em países onde o esporte é popular, como é o caso do Brasil. De acordo com o Google, na última Copa foram mais de 2 bilhões de buscas sobre o assunto dentro da plataforma. Enquanto isso o e-commerce brasileiro cresce 24% no período dos jogos. Segundo a Neoassist, empresa de Software e Consultoria, a última Copa do Mundo aumentou a demanda de atendimento por chat online em 18% e por e-mail em 27%. Por tanto, é preciso estar bem preparado para receber seu público, não só nos estabelecimentos físicos, mas principalmente no relacionamento online. Assim como todo grande evento, é um bom momento para fidelizar os consumidores com ofertas, fazendo-o lembrar da sua marca após o fim dos jogos e procurá-lo diante da sua necessidade.