09 abr 2018

Como levar sua empresa e-commerce a falência em 7 passos!

A internet está cheia de artigos falando da facilidade que um e-commerce te proporciona, das vantagens, dos gastos reduzidos, das inovações que estão a todo vapor.

São muitas as mensagens de incentivo, que garantem o sucesso.

O que muitas vezes os textos não trazem são as dificuldades específicas e erros que podem levar um e-commerce a falência.

Quer saber como falir seu e-commerce? ( Não faça isso, ok?)

Confira os 7 passos que separamos para você, leitor!

1) Não apostar na tendência mobile.

De acordo com as pesquisas, o Brasil conta com mais de 200 milhões de smartphones em seu território, aproximadamente, 1 aparelho por habitante. Se a ideia aqui é falir sua e-commerce, você deve ignorar essa informação e não inovar nessa tendência de acesso a vendas via mobile!

Por exemplo, não inovar em um site responsivo e facilitar no check out na realização das compras, é uma ótima maneira de levar seu e-commerce a falência!!

2) Não tenha um plano de negócios!

O principal motivo de falência das empresas é a falta de planejamento. Então aposte nisso!

A falta de planejamento impede que você, empreendedor, descubra quais são os pontos fracos e reconheçam as melhores oportunidades no nicho do seu negócio, antes mesmo de abrir sua empresa.

Quer falir? Não planeje!

Tanto para aqueles que estão pensando em abrir um e-commerce, como para aqueles que já tem seu negócio online em andamento, o planejamento é a base da sua empresa.

Planejar vai te proporcionar uma visão mais ampla do seu negócio, da concorrência e dos seus clientes, te dando uma visão de médio a longo prazo da gestão de custos e planos alternativos.

Portanto, deixe o planejamento para as empresas que querem ter sucesso!

3) Não invista em marketing online.

Fique bem longe da internet! Nós já sabemos das facilidades e comodidades que as compras online oferecem aos clientes e aos vendedores, mas pra que investir nisso, diante de todo o crescimento significativo da rede mundial de tecnologias, computadores e smartphones, já que a ideia aqui é falir sua e-commerce?

4) Não perca tempo com as redes sociais.

Para garantir sucesso rumo a falência, ignore completamente as redes sociais.

Se você ja tem um perfil, seja no facebook, instagram, não se preocupe em inovar em um bom marketing, garantir atualizações e postagens semanais, criar conteúdos interativos e inteligentes, ignorar a identidade da sua marca online e fazer postagens que não tenham nada a ver com o conteúdo da sua empresa.

E caso você ainda não tenha um perfil,nem crie um!

5) Tenha uma mão-de-obra não qualificada.

Não dê treinamento aos seus funcionário, ou então deixe toda a administração do seu e-commerce na mão de amadores.

Pra que inovar em profissionais especializados em criação de lojas virtuais, ou estudar e se aprofundar sobre a boa gestão de um e-commerce?

6) Ignore seus concorrentes.

A proposta aqui é falir seu e-commerce, né? Então ignore completamente as estratégias dos seus concorrentes.

Pouca análise de concorrência e falta de pesquisa sobre a viabilidade e venda pela internet sobre seu produto é um ótimo passo.

Dar atenção a concorrência aumenta as chances de melhorar as suas estratégias. Então não faça isso! Ignore tudo o que você já ouviu falar sobre vantagem competitiva e benchmark.

7) Não dê ouvidos aos seus clientes.

Por último, mas de forma alguma menos importante, não dê ouvido aos seus clientes!

Ter um atendimento falho, não ter um acompanhamento pós-venda, demorar no feedback, não pensar em produtos específicos para sua clientela, vai sem dúvida contribuir com a insatisfação do seu cliente e com certeza eles não irão se fidelizar.

O que são os clientes quanto se trata de garantir sucesso em uma empresa, não é mesmo?!

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários ou nos envie uma mensagem pelo formulário de contato.

 

0 Comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.