O que você precisa saber sobre Marketing Social?

O que você precisa saber sobre Marketing Social?

Saber desenvolver um negócio e ter lucros é algo comum de todo empreendedor, porém outra ação que também pode ser feita por ele é o de transformar a sociedade a seu redor.

Mas como? Uma marca não é tão bem sucedida se ela não pensa em maneiras de modificar pequenos problemas rotineiros de quem a acompanha.

E quando falamos disso, não se pode pensar apenas nos clientes. É importante levar em consideração toda a sociedade ou, pelo menos, uma parte dela e a partir disso, buscar a transformação.

Uma estratégia que vem crescendo ultimamente é o Marketing Social que usa conhecimentos e técnicas do mercado para criar ações que ajudem a promover o bem-estar de uma parcela da sociedade.

A partir disso, discutiremos neste artigo o conceito de marketing social e como aplica-lo em suas estratégias.

Conceituando Marketing Social:

Como a própria expressão indica, pode ser entendido como um conjunto de ações realizadas por uma empresa por causas sociais e não comerciais. Em que, em vez de focar na venda de produtos ou serviços, ou na reputação da marca, ela se promove a partir de ideias e atitudes.

Por isso, quando se trata de campanhas institucionais, o marketing social é uma das principais estratégias utilizadas pelas empresas, em especial por órgãos públicos, por exemplo, nos quais há maior apelo à coletividade.

Basicamente, as estratégias de marketing social visam relacionar a empresa a uma questão que seja relevante à sociedade como um todo, por exemplo, inclusão de pessoas, negras, LGBTQI+ no ambiente de trabalho, entre outras.

Apesar de ser uma campanha que visa trazer aproximação com o público, também acarreta em um retorno positivo para a própria empresa promotora das ações, mas não é de qualquer forma que pode ser feito este tipo de serviço, se atentando aos elementos do marketing social.

Os elementos do marketing social

Para que as campanhas sociais alcancem seus objetivos, é preciso dar a devida atenção e alguns elementos essenciais, porque serão eles que irão orientar sua equipe na elaboração das estratégias.

Mas, afinal, como definir corretamente a estratégia?

Bom, a mensagem pode variar de empresa para empresa. No entanto, a base de toda campanha é formada por quatro elementos principais, sendo eles:

  • Definir a causa, que é a questão social a ser abordada na campanha.
  • Em seguida, demonstrar o compromisso de deixar bem evidenciado quem é o promotor da mudança, ou seja, a empresa com a qual a causa será associada.
  • O terceiro elemento é o de estabelecer quais segmentos serão escolhidos como o alvo da campanha.
  • Para que a campanha tenha eficácia, deve propor estratégias de mudanças para aquela questão.

Ou seja, é mostrar ao público que a empresa se importa com a comunidade e preza pelo seu bem.

Formas de marketing social

Depois que já entende o que é preciso para montar sua estratégia é o momento de decidir qual a forma de marketing social que será utilizada. Resumindo, como a empresa pode aplicar os elementos no contexto da campanha.

Sendo assim, temos os seguintes segmentos:

  • Marketing de filantropia: quando o conteúdo da campanha se apoia na doação que a empresa está fazendo a uma determinada entidade.
  • Marketing de campanhas sociais: envolve a veiculação de mensagens de interesse público em embalagens de produtos, por exemplo, ou organizar uma força de vendas com um percentual destinado a entidades.
  • Marketing de relacionamento com base em ações sociais: busca aproximar o público e a empresa, fazendo uso da equipe de vendas para guiar os clientes como usuários de serviços sociais.
  • Marketing de promoção social do produto e da marca: o foco desse tipo de marketing é a geração de valor para o negócio. Normalmente, é adotado pela empresa que utiliza o nome de uma entidade, por exemplo.
  • Marketing de patrocínio dos projetos sociais: nessa modalidade, o patrocínio pode ser tanto a terceiros quanto próprio, no qual projetos são criados e implementados com os recursos da empresa.

Exemplos na prática de marketing social

Empresas com um bom marketing social são aquelas que se posicionam nos vários assuntos que a rodeia e que, principalmente, desenvolve oportunidades, investimentos e ações sociais para colaborar positivamente com a sociedade.

Exemplos disso, temos:

  • Criança Esperança, da TV Globo: O projeto já conta com 32 anos de existência e nasceu graças à iniciativa do ator Renato Aragão, o Didi, para amenizar os problemas da seca no Nordeste.
  • McDia Feliz, do McDonald’s: O evento comunitário McDia Feliz acontece em mais de 20 países, sempre realizado no último sábado de agosto. Nele, toda a renda obtida na venda do clássico Big Mac naquele dia é direcionada para instituições de combate ao câncer infanto-juvenil.
  • Papai Noel dos Correios: Ela acontece nos meses de novembro e dezembro de cada ano e tem como foco crianças em situação de vulnerabilidade social.

Agora que já conhece esses cases de sucesso, você pode independentemente da causa que escolher, pensar em benefícios sociais que irão ajudar não apenas a comunidade ao seu redor, mas também fará com que as pessoas percebam seu negócio com outros olhos.

Por isso, lembre-se de tentar fazer a diferença onde você está, afinal, se você não ama você mesmo, como poderá amar outro alguém?

E você? Tem alguma causa que sua empresa já apoia? Conta para a gente aqui nos comentários os tipos de ações que vocês mais usam!

Deixe um comentário