No mês do dia das crianças, saiba como protegê-las

No mês do dia das crianças, saiba como protegê-las

No mês do Dia das Crianças, saiba como protegê-las

No mês do Dia das Crianças, saiba como protegê-las

A tecnologia tem conquistado a atenção de vários públicos, em especial, as crianças, que são estimuladas de diferentes formas.

Mas como os adultos estão preparados para lidar com a tecnologia para crianças? Até que ponto permitir que os dispositivos digitais entrem na infância sem prejudicar o desenvolvimento dos pequenos?

Neste post, iremos responder essas perguntas e trazer algumas abordagens sobre como manter o equilíbrio entre as crianças e as tecnologias. Uma ótima leitura e vem comigo!

O que a criança quer e o que ela pode ter?

De acordo com uma pesquisa realizada pela AVG Technologies com algumas famílias, foi possível perceber como as crianças estão sendo inseridas mais cedo  no mundo da tecnologia.

Diante dos dados, temos: 97% das crianças entre 6 e 9 anos de idade, usam a internet e 54% já possuem perfil no Facebook. Por meio desses dados é possível perceber que existe um número crescente de crianças querendo ter e usar perfis em redes sociais.

Pais ou responsáveis precisam tentar criar um equilíbrio entre as duas partes, buscando filtrar tudo o que pode ser prejudicial para a saúde física ou mental da criança. 

Uma forma de conseguir fazer isso, é orientá-la sobre a internet, redes sociais, os riscos que existem neste espaço e a atenção que necessária ter para se manter seguro online. 

Como proteger crianças na era digital?

Conversar abertamente sobre conteúdo permitido, alertar sobre atividades inapropriadas, bullying, fraudes e riscos de divulgação de informações pessoais, podem ser essenciais para iniciar as discussões sobre esse assunto.

Uma forma de aplicar isso, é fazer um teste, afinal, como pais ou responsáveis, ficar de olho no que as crianças estão fazendo seja na internet ou com qualquer aparelho que dê acesso a ela, é importante.

Feito o teste e a criança demonstrou que é possível ter o perfil, o próximo passo é manter a supervisão e o diálogo. Ao surgir qualquer novidade, que ela busque ajuda de um adulto para orientá-la. 

Tecnologias ágeis para o aprendizado

A tecnologia não precisa ser uma inimiga. Portanto, existem algumas maneiras de extrair o melhor dela junto das crianças. 

Algumas dicas que podem ser feitas:

 

  • Crie vínculos:

 

Procure por jogos que possam ser feitos por você e suas crianças, além de assistirem a canais de TV ou YouTube que façam sentido para ela também, afinal, assim terá assunto e poderá entender o que seu filho ou outra criança gosta.

 

  • Estimule a imaginação:

 

Existem vários aplicativos que oferecem funções para estimular a imaginação. Entre eles temos: apps de edição de vídeos, permitindo criar cenários inimagináveis, apps com filtros (como o Instagram ou Snapchat). Com isso, dá para fazer histórias e muitas outras possibilidades utilizando a imaginação.

 

  • Conectem-se a outras pessoas: 

 

A tecnologia deve ser usada para aproximar, e não para distanciar. Chamadas de vídeo, por exemplo, diminuem a saudade da avó ou do amigo que mudou para longe, ou até mesmo quando for em uma viagem e quiser mostrar como está contente com a aventura!

 

  • Incentive a leitura:

 

Já existem versões interativas incríveis de livros digitais para crianças. Isso sem falar que, além de sustentáveis, muitos são gratuitos (ou mais baratos que os impressos). Economia para o bolso e ainda estimula as crianças a exercerem mais o hábito de leitura.

Agora que já sabe como proteger as crianças na internet e como usar as tecnologias de forma produtiva, faça os testes e veja como elas reagem. 

Se gostou deste conteúdo não deixe de assinar nossa newsletter, toda semana traremos um assunto para ser abordado aqui da melhor forma possível.

Se é #martech a App Marketing está presente!

 

Posts Relacionados

Deixe um comentário