mindmap-2123973_1920

Inúmeras ideias podem surgir ao longo do dia, não é mesmo? Seja um insight para um serviço oferecido pela sua empresa ou informações que podem ser apresentadas durante uma reunião, por exemplo.

O fato é que muitas dessas ideias, podem até mesmo trazer resultados efetivos para o seu negócio. Mas a rotina atribulada de tarefas e a falta de organização, podem fazer com que suas boas ideias não sejam anotadas.

Uma solução bastante eficaz, para organizar as ideias são os Mapas Mentais. Neste artigo, vamos falar melhor sobre essa ferramenta, que podem contribuir com o aumento da produtividade. Acompanhe!

» O que são mapas mentais?

O mapa mental é uma ferramenta em forma de diagrama, que pode ser usada no dia a dia para organizar, memorizar ou mesmo analisar alguma informação, ou ideia. E com isso melhorar ainda mais a sua produtividade.

A estrutura dos mapas mentais, foi desenvolvida por Tony Buzan, com objetivo de organizar e associar as ideias que anotamos, de maneira mais prática.

Como funcionam os mapas mentais ?

Em geral os mapas mentais, partem de uma ideia central e são desenvolvidos através de ramificações (como galhos de uma árvore), com as ideias secundárias, terciárias e assim por diante.

Você pode utilizar os mapas mentais, como forma de organizar os mais diversos conteúdos, como por exemplo:

● Fazer o planejamento de projetos
● Apresentar ideias em uma reunião com a equipe de trabalho
● Memorizar conteúdos importantes como apresentações em reuniões, seminários ou palestras
● E até mesmo para organizar as tarefas do dia a dia, entre outras inúmeras atividades.

Além disso, você pode incluir também em seus Mapas Mentais, recursos visuais como imagens, vídeos, gráficos, símbolos e até mesmo utilizar cores específicas.

O mais interessante

O Mapa Mental, é uma ferramenta bastante versátil e que não está restrita apenas ao ambiente corporativo. Dessa forma, você pode utilizá-la em diversas ocasiões – além das que mencionamos aqui no artigo. Ou seja, para os estudos, definir metas, memorizar assuntos, brainstorming e etc.

» Quais as principais vantagens?

Por ser uma ferramenta flexível e ter uma estrutura não linear, os mapas mentais permitem:

● Organizar de maneira eficiente os assuntos
● Uma melhor memorização e análise das informações
● Podem ser desenvolvidos de forma colaborativo
● Melhorar a produtividade
● Facilitar o acesso às as anotações, etc.

» Como fazer um Mapa Mental na prática

Para montar um Mapa Mental, é essencial seguir alguns passos:

1° Passo: Escolha uma plataforma (ou faça manualmente)

Os mapas mentais digitais, costumam ser mais práticos de ser produzidos e permitem que você redirecione as ideias, apague e anote novas ideias, e insira mais recursos visuais.

Existem diversos softwares e aplicativos disponíveis na web para facilitar a criação do seu mapa mental, veja alguns exemplos:

● Mindmister: www.mindmeister.com
● Mindnode: www.mindnode.com
● Coggle: https://coggle.it/

Você também pode fazer o mapa mental manualmente, em uma folha de papel, por exemplo, utilizando os mesmo critérios para o desenvolvimento de uma mapa mental digital.

Seja qual for sua escolha, mapa mental manual ou digital o ideal é escolher a opção que mais se adeque sua experiência.

2º Passo: Defina o tema central

Depois de escolher a plataforma ou separar o papel. Insira o tema central do seu mapa mental, ou seja, a ideia principal do mapa, como no exemplo abaixo, em que o tema central é Reunião.

Exemplo Mapa Mental: Reunião – Fonte Mauricio Aizawa

3º Passo: Insira as ramificações

A partir do tema central, insira as ramificações da ideia. Como no exemplo da imagem acima, que estão presentes os temas Agenda,
Plano de ação, Objetivos e etc. E consecutivamente, irão surgir novas ramificações.

4º Passo: Coloque recursos visuais

Para melhorar visualização do seu mapa mental, é possível adicionar recursos visuais como imagens, ícones, gráficos. E para mapas criados em plataformas online, é possível adicionar até mesmo, links e vídeos.

Que podem ser adicionados, no intuito de facilitar o compartilhamento de ideias, para mapas mentais criados de forma colaborativa.

Gostou deste conteúdo? Coloque em prática nossas dicas e comece a desenvolver o seu próprio mapa mental. Aproveite também para acompanhar outros artigos, sobre produtividade em nosso blog.

Deixe um comentário