Hoje, ter um único canal de venda já não é suficiente. As pessoas estão cada vez mais conectadas e buscam opções, e a marca que não estiver preparada pra isso vai ficar para trás.

Se tratando de venda e experiência de compra, já faz um tempo que temos três principais definições de “canais”.

Descubra a diferença entre eles: Multi Channel, Cross Channel e Omni Channel.

Multi Channel

Diferente do single channel, multi channel caracteriza qualquer plataforma que trabalhe com mais de um canal.

Exemplo: Uma pessoa pode adquirir um produto em lojas físicas , sites e commerce , resposta de voz interativa (IVR) de telefone , e-mail ou aplicativos móveis .

Ser multi channel hoje é dar possibilidades,  é ter seus produtos mais expostos para o consumidor em situações e momentos diferentes.

Quem lembra daquelas vendas por  catálogos em que somente revendedoras podiam fazer os pedidos dos produtos? Pois é… não mais.

Hoje a maioria das vezes, existe  uma distribuidora física ou a opção de compra online.

Cross Channel

Uma evolução do sistema multi cannel, é uma forma de interação entre esses canais, que ajudam a suavizar a experiência de usuários, onde mais de um  canal é usado para a mesma transação.

Canais deixam de ser concorrentes e acabam de tornando complementares.

Exemplo: O cliente pode ler sobre um produto em um catálogo, pesquisar e comprá-lo online, ou buscá-lo em uma loja física, interagindo de forma eficaz através de vários canais, desde a informação até a compra efetiva.

Pode também ganhar um cupom de desconto para comprar roupas, ir prova las na loja e finalizar a compra online para não perder lo.

Existem também as empresas que optam por liberar esse benefício através de prints no próprio celular.

A pessoa também pode fazer uma compra por um dispositivo e optar por retirar em uma loja física.

Omni Channel

Caracteriza a utilização de mais de um canal simultaneamente*. É uma estratégia que estreita o a venda on e off line, muitas vezes mesclando a.

O cliente se torna o centro do processo, tendo todas as facilidades colocadas a sua frente.

Nesse tipo de canal, as ofertas são dispostas baseadas em seus gostos e experiências, identificadas através de histórico de compras, contatos e dados diversos (Redes sociais, cadastro por formulários, cadastros feitos em balcões em loja física…) , sua forma favorita de comprar e já se mostrar nesse canal.

Exemplo: Um cliente que faz contatos com a empresa através de seu telefone celular, irá receber alertas de voz, já que a plataforma identificou-o como o meio preferido.

Existe também o uso simultâneo de canais no ato da compra, quando temos por exemplo, em uma loja física o uso de tablets próximos aos produtos, com sistema desenvolvido para mostrar informações de dentro e fora do site, depoimentos, e dúvidas frequentes, as vezes substituindo o próprio vendedor.

Há também as que vão além e utilizam de tecnologias de inteligência superior, como esse app que simulam a sala do cliente com o móvel da loja.

Vendas se misturam em on/off em momentos em que o cliente vai até uma loja, não encontra o produto específico, mas já sai de la com a compra realizada online pelo ‘charmoso’ vendedor.

Fonte: Plugcitários

Posts Relacionados

Deixe um comentário